sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

KTOTO FUMAÇA FAZ AMISTOSO REGIONAL COM VILA REAL BG VISANDO SUA ESTRÉIA NA COPA METROPOLITANA.

Visando os acordeis finais para sua estréia na XIX Copa Metropolitana de Futebol Amador, o Ktoto Fumaça fará amistoso preparatório diante do Vila Real BG (Barão Geraldo – Campinas), o amistoso servirá para a comissão técnica  (Jorge e Barney) avaliar o elenco e já iniciar definir a equipe titular.


Sandro, dirigente do Ktoto Fumaça, apresentou nas ultimas semanas as principais contratações, Bruninho (meia), Lucas (atacante) e o zagueiro Tô. De acordo com a visão do dirigente o elenco esta sendo reforçado com o planejamento superar a campanha de 2017 quando a equipe chegou a semifinal.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

SELETIVA PARA FUTEBOL FEMININO BONFIM CAMPINAS


JARDIM FERNANDA CONFIRMADO NO TORNEIO DÁ BOLA PRA ELAS DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


RETRO F.C. CONFIRMADO NO TORNEIO DÁ BOLA PRA ELAS DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


ALAMBIQUE DE MARSEILLI CONFIRMADO NO TORNEIO 100º BEER DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


COLITRÃO FC CONFIRMA PARTICIPAÇÃO NO TORNEIO 100º BEER DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


NOTA DE FALECIMENTO

É com muito pesar que informamos sobre a morte do nosso amigo DANIEL CUNHA (DOIDO), companheiro do futebol amador onde defendia as cores do Grêmio Cafezinho.  



Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade.

JE&M Sports – ARAE (Associação Regional dos Árbitros Esportivos de Campinas).

GAROTAS FÊNIX (CAMPINAS) CONFIRMADAS NO TORNEIO DÁ BOLA PRA ELAS DE FUTEBOL SOCIETY 2018


sábado, 13 de janeiro de 2018

RETRO: ALESSANDRA VENCE O CRUZEIRO E É CAMPEÃO DA VI COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.

Domingo, 8 de maio de 2005 - O time campineiro do Alessandra/Chevrofor não deu bola para a vantagem conseguida pelo Cruzeiro na primeira partida das finais da VI Copa Metropolitana região de Campinas, e neste domingo, venceu o adversário por duas vezes e conquistou o bicampeonato da competição. O time do Parque Universitário, em Campinas, tinha sido campeão em 2004 e goleou por 3 a 0 no tempo normal e depois na cobrança de penalidades máximas. A velocidade e a habilidade dos atacantes fizeram a diferença em favor do time campineiro.

A festa foi completa, com um gramado em excelentes condições, a torcida comparecendo em peso e os dois times credenciados como os melhores da competição. O Cruzeiro entrou em campo podendo empatar para ficar com o título, pois venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no domingo anterior, em Hortolândia.




Logo aos 3 minutos, o meia Jorginho, destaque da equipe ao longo da competição, cobrou uma falta pela direita com perfeição. A bola entrou no ângulo direito do goleiro Der, do Cruzeiro.

A festa estava apenas começando e as jogadas de habilidade do meio campo e ataque do Alessandra também. Palmito, Jorginho, Tagira e André, levaram os jogadores da defesa do Cruzeiro à loucura. Os quatro, auxiliados pela forte marcação no meio campo e a pressão sobre o time hortolandense, criaram diversas situações de gols que na primeira etapa pararam nas mãos do goleiro Der ou no bloqueio dos zagueiros Vagnão e Palhão.

 No intervalo, o técnico Sebastião Mello mexeu no time do Cruzeiro, com intuito de buscar o empate e a conseqüente conquista do título. Ele colocou Sidimar, no lugar do lateral Viola, e Zena no lugar do Zazu, "com o objetivo de deixar o time mais ofensivo", declarou o treinador.

Apesar da tentativa, a estratégia abriu espaço parta os contra-ataques do Alessandra. E foi logo aos 6 minutos que saiu o segundo gol. Palmito foi lançado pela direita, entrou na área e cruzou rasteiro para a conclusão de Tagira à frente do goleiro Der.

O oportunista Tagira voltaria a marcar novamente aos 26 minutos, quando Deley não conseguiu cortar a trajetória da bola. Ela resvalou em sua cabeça e sobrou limpa para Tagira marcar o terceiro gol e fechar o placar em favor do Alessandra.

PÊNALTIS

De acordo com o regulamento, a decisão deveria então acontecer na cobrança de penalidades máximas. O goleiro Laércio, do Alessandra, defendeu a cobrança de Rudnei e depois viu Sidimar chutar por cima do gol. Vander também perdeu uma cobrança pelo Alessandra. Final, após a cobrança de pênaltis: Alessandra 4 x 3 Cruzeiro.

O time do Alessandra comemorou junto à torcida a conquista do bicampeonato da Copa Metropolitana.

FICHA TÉCNICA:

ALESSANDRA 3 x 0 CRUZEIRO
Pênaltis: ALESSANDRA 4 X 3 CRUZEIRO
Local: Praça de Esportes José Xavier de Souza, Campinas (SP)

CRUZEIRO
Der; Viola (Sidimar), Vagnão, Palhão e Fabinho; Maurício, Baiano (Buba), Zazu (Zeninha) e Rudinei; Kanu e Deley. Técnico: Sebastião Mello

ALESSANDRA
Laércio; Gaspar, Xandão, Marcão e Robson (Adilson); Fabiano, Jorginho, Pepinho e Tagira (Foquinha; Cabeça (Lóia) e André (Palmito). Técnico: Adão Xavier.

Gols: Jorginho, aos 3 min do primeiro tempo, Tagira, aos 6 min, e aos 26 min do segundo tempo (Alessandra)

Pênaltis: Jorginho, Laércio, Josi e Foquinha (Alessandra); Vagnão, Kanu e Buba (Cruzeiro)

Cartão amarelo: Alemão (Alessandra)
Cartão vermelho: Alemão (Alessandra)

 Árbitro: Marcelo Luis da Silva
Assistente nº 1: Flávio José de Oliveira Costa
 Assistente nº 2: Nemésio Penha Filho

NÃO É SÓ FUTEBOL. É O FUMAÇA!

Em duas semanas terá início a temporada do futebol brasileiro. Clubes e seleções sonham com o título do campeonato brasileiro, dos campeonatos regionais, da Libertadores, da Sul-Americana e, para rechear ainda mais o calendário, a tão aguardada Copa do Mundo. Mas, em Sumaré, a expectativa gira em torno da seguinte pergunta: quem será capaz de segurar o Fumaça? Potência do futebol amador e que ousa desafiar os principais times da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Torcida do Fumaça o seu 12º jogador
Sediada no bairro Matão e com 16 anos de existência, a equipe teve saldo positivo no ano passado com a conquista do Campeonato Amador de Sumaré, disputado por 104 equipes. De quebra, o time faturou o vice-campeonato da Copa Metropolitana, sendo derrotado na final pelo Parque Brasília, de Campinas, em jogo realizado no Centro Esportivo Sumaré.

É impossível ignorar os resultados forjados após anos de luta dentro do futebol amador de Sumaré. Uma história com requintes de acaso e solidariedade. Tudo começou em abril de 2001, quando um grupo de amigos, que jogava regularmente futebol society, decidiu ir mais além. Com o apoio financeiro de uma família, proprietária de uma loja de roupa na Avenida Emílio Bosco, que após passar anos patrocinando em várias equipes, decidiu concentrar esforços em um único time do bairro Matão: o Fumaça. A estréia em competições no futebol de campo aconteceu na Copa Matão, em 2002, e desde então o Fumaça conquistou títulos e o a admiração dos moradores da cidade.

AMADOR COM ORGULHO

Desde o início, em 2001, a preocupação da direção do Fumaça sem foi direcionada no sentido de sustentar os preceitos que fazem parte da essência do futebol amador: os 57 jogadores que pertencem ao plantel e que participam dos diversos campeonatos durante o ano não ganham um real pelo esforço. No máximo, o que existe é o pagamento de combustível para os jogadores que residem em outras cidades."Temos jogador até de Santa Bárbara dOeste", disse Manoel Luiz Neto, funcionário público e integrante da diretoria do Fumaça, Futebol, Samba e Cerveja, nome oficial do clube.

Fumaça tri-campeão sumareense
E, como todo time amador que se preze, existem duas sedes que abrigam Fumaça. "No Matão, temos o bar do Gilvan para a torcida confraternizar e o bar do Luciano (presidente do clube), onde fica a sede mesmo do time", disse Manoel.

A história, a torcida apaixonada e a conquista de títulos faz com que muitos oponentes apareçam durantes as competições. O tricampeonato amador de Sumaré (2010, 2014 e 2017), seguido por outras conquistas de expressão como as cinco conquistas da Copa Matão, o bicampeonato da Copa Integração, disputada entre times de todas as divisões, elevou o Fumaça de patamar e despertou os olhares dos times da região. Se dentro do bairro Matão o Camarão é o rival, na RMC o Parque Brasília, atual campeão da Copa Metropolitana, é o principal alvo.

Tantas conquistas atraem o público. Em jogos normais, aproximadamente 500 pessoas comparecem aos jogos. Já em decisões chegam a 1000 pessoas. "Na final da Copa Metropolitana atraíamos quase três mil pessoas. Mas sabemos que a decisão foi o motivo", finalizou Manoel.



COPA METROPOLITANA É DESTAQUE NO JORNEL TRIBUNA LIBERAL DE SUMARÉ.


ÁGUIA CAMPEÃO MUNICIPAL DA SERIE B SEGUE INVICTO NA COPA VERÃO LIDEMEC DE FUTEBOL AMADOR.


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

RETRO: WILLIAN DESTAQUE DO SÃO JUDAS EM 2012 ACERTA SUA IDA PARA FLAMENGO.

Terça-feira, 12 de fevereiro de 2013 - No mercado da bola do futebol não profissional as transações continuam a todo vapor as vésperas da abertura da 14ª edição da Copa de Futebol Amador da Região Metropolitana de Campinas.




A equipe do C.R. Flamengo (Campinas) através do técnico Cassius Bernardes anuncia a contratação do jovem e bom goleiro Willian (foto) que defendeu na edição passada a equipe do São Judas F.C. (Sumaré).


Willian foi um dos grandes destaques da competição anterior, fazendo um grande campeonato pelo São Judas. Em uma das suas grandes atuações, foi no jogo diante do E.C. Remulo Zoppi (Indaiatuba) fora de casa, onde sua participação foi fundamental para garantir o empate diante de um adversário fortíssimo repleto de ex-profissionais, como Fábio Vidal e Marco Aurélio (Jacozinho), suas intervenções lhe rederam destaque nos meios de comunicações de Indaiatuba.

Por: Valter Ferreira Mariano

RETRO: UNIÃO BOM RETIRO CAMPEÃO DA COPA METROPOLITANA 2013.

Domingo, 23 de junho de 2013 - União Bom Retiro FC leva para cidade de Sumaré o titulo inédito da Copa Metropolitana se tornando o 10º clube a conquistar esta importante competição chamada de “Copa Libertadores do Interior”.

Com uma campanha irregular na fase de grupos onde a equipe oscilou o seu rendimento conquistando apenas duas vitorias e tendo três empates e uma derrota. Na fase do play off a mostrou porque se tornou campeão ao passar por grandes clubes do futebol não profissional de Campinas, derrotando um a um e tendo que sempre jogar a segunda partida na casa do adversário até a grande final.

União Bom Retiro campeão da XIV Copa Metropolitana de Futebol Amador.
Nas oitavas de final o adversário foi o COFA, foi duas partidas de extremo equilíbrio, na primeira partida jogando em Sumaré o União Bom Retiro fez 01 – 00, uma vantagem pequena para se jogar fora de casa, com o empenho dos jogadores em campo a equipe voltou de Campinas classificada para próxima fase com um empate em 01 – 01 em jogo para cardíaco não assistir.

Na quartas de final novamente um clube de Campinas, Parque Brasília, o único que conseguiu derrotá-lo na fase de grupos, foram duas vitorias pelo placar de 02 – 00 e confirmando o bom momento da equipe dentro da competição o credenciando como um forte candidato ao titulo.

Na semifinal o desafio seria contra o atual campeão, o forte time do São José. Com uma atuação impecável dos seus jogadores e se aproveitando dos desfalques do adversário, o União Bom Retiro fez 03 – 00 e levou para segundo jogo a enorme vantagem que contribui para um novo triunfo pelo placar de 04 – 03 em um jogo que merecia nota máxima.

Os irmãos Jair e Marcelo verdadeiros campeões
Com a devida credencial no peito o União Bom Retiro chegou à final diante do bicampeão Acadêmicos, clube que jogou sua quarta final de Copa Metropolitana. No primeiro jogo em Sumaré o União Bom Retiro fez a lição de casa, fez 03 – 00 e levou para o segundo jogo em Campinas a vantagem de jogar pelo empate. Na final não seria levando em conta o saldo de gols (regulamento), desta maneira o União Bom Retiro mesmo com um futebol agressivo não conseguiu segurar o empate e acabou sendo derrotada pelo placar 01 – 00 e a decisão acabou sendo através dos tiros da marca penal.

Com os nervos controlados os jogadores do União foram cobrando um a um e convertendo seus pênaltis, o mesmo não acontecia com o Pureza que desperdiçou duas cobrança, assim o titulo da 14ª Copa Metropolitana foi pela primeira vez para cidade de Sumaré.

Parabéns ao União Bom Retiro pela conquista da “Copa Libertadores do Interior” parabéns aos jogadores pelo espetáculo apresentado dentro de campo, parabéns diretoria que fez de tudo para que esta pudesse se tornar realidade, parabéns ao torcedores que deram uma aula de como se deve torcer. Parabéns a LIREDEP pela organização. Parabéns ao árbitro Paulo Cesar Silveira pela perfeita condução da partida, há tempos não víamos uma arbitragem com este nível de acerto. Parabéns aos árbitros assistentes Sergio Lira e Joseph Enok Placide (Haiti), parabéns ao observador da partida Sr. Gilson José da Silva pelo trabalho administrativo, parabéns aos vinte clubes que fizeram desta edição ser um grande sucesso e que a 15ª Copa Metropolitana possa ter este sucesso ou ainda melhor.

Por Valter Ferreira Mariano


RETRO: LEGIONÁRIO EC (BRAGANÇA PAULISTA) CONQUISTA O TITULO DA 5ª COPA METROPOLITANA EM 2006 DA CATEGORIA JUNIORES.


Há 12 anos atrás, a categoria Juniores do Legionário conquistava o titulo da 5ª Copa Metropolitana de Futebol 2006, promovida pela Liga Regional Desportiva Paulista (LIREDEP). A decisão foi realizada no Estádio Brinco de Ouro da Princesa (Guarani), em Campinas, contra o EC Aquário, de Limeira. A final terminou empatada em 1x1, e o LEC, que jogava pelo empate, sagrou-se Campeão. A equipe comandada pelo técnico Luis Botão tinha no elenco: Léo, Flavio, Vitor, Rafael, Fabrício, Mineiro, Negão, Kiku, Bruno, Cleber, Edemar, Diego, Guto, Crispim, Elton, Marília e Emerson. O troféu foi denominado "Joaquim Nunes de Souza", que era dirigente do LEC e foi vítima de latrocínio em seu comércio no mês de março de 2006.

PQ. ANHUMAS/STA. TEREZINHA (CAMPINAS/PAULINIA) CONFIRMADO NA XIX COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.


MINAS FUTEBOL ARTE CONFIRMADO NO TORNEIO 100º BEER DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


RETRO: ARBITRAGEM NA PARTIDA DE ABERTURA DA COPA METROPOLITANA 2010, AFAP (PAULÍNIA) X ALESSANDRA (CAMPINAS).

Rafael Cesar Fernandes, Valter Ferreira Mariano e Graciana Fernandes Paganini.

KTOTO FUMAÇA (PAULÍNIA) CONFIRMA SUA PARTICIPAÇÃO NA XIX COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

ARBITRAGEM DA FINAL MANCHA (COSMÓPOLIS) E SÃO JOSÉ (CAMPINAS) DA XI COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.

Edson Primo, Wellington Belo, Valter Ferreira Mariano e Emerson da Silva. 

PARQUE BRASÍLIA (CAMPINAS) ATUAL TRI-CAMPEÃO CONFIRMA SUA PRESENÇA NS XIX COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.


MANCHA FS (COSMÓPOLIS) CAMPEÃO DE 2010 CONFIRMA SUA PARTICIPAÇÃO NA COPA XIX COPA METROPOLITANA DE FUTEBOL AMADOR.


CURSO DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE ÁRBITRO DE FUTEBOL 2018 NA CIDADE DE CAMPINAS.

O SAFESP em conjunto com JE&M Sports empresa especializada em eventos esportivos, informa aos interessados que estão abertas as inscrições para o Curso de Formação e Capacitação de Árbitro de Futebol na cidade de Campinas, conforme a Lei nº 12.867 de 10/1/2013 em conformidade com a Lei nº 9.615 de 09/03/1998 em seu artigo 88.

O curso será ministrado nos seguintes dias e horário:
Sexta feira – 19 Janeiro – 19 às 22hs.
Sábado – 20 Janeiro – 08 às 12hs e 13 às 17hs.
Domingo – 21 Janeiro – 08 às 12hs e 13 às 17hs.
Sábado – 27 Janeiro – 08 às 12hs e 13 às 17hs.
Domingo – 28 Janeiro – 08 às 12hs e 13 às 17hs.

As aulas serão ministrada pelos instrutores de arbitragem do SAFESP no auditório da Liga Campineira de Futebol, Avenida Prefeito Faria Lima, 435, Parque Itália, próximo ao Hospital Doutor Mario Gatti em Campinas.

Informações e inscrições serão feitas através do WhatsApp: (19) 982180435 ou 32311327 também pelo E-mail: colunadearbitragem@gmail.com


Pagamento da taxa de inscrição deverá ser feito no Banco Itaú - Agencia 8106 - Conta: 35555-8 – JE&M Sports. CNPJ: 24.528.254/0001-45

CURSO DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE ÁRBITRO DE FUTEBOL NA CIDADE DE CAMPINAS.


ENVOLVENTES FC (CAMPINAS) CONFIRMA PARTICIPAÇÃO NO TORNEIO DÁ BOLA PRA ELAS DE FUTEBOL SOCIETY 2018.


quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

ENTREVISTA COM EDER BATISTA TÉCNICO DO CDHU SAN MARTIN (CAMPINAS) QUE FARÁ SUA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO EM COPA METROPOLITANA.

Iniciando serie de entrevistas com os técnicos das equipes da XIX Copa Metropolitana, e nada melhor que Eder Batista, técnico estreante seja o primeiro entrevistado.

Eder Batista possui boa visão de jogo e explora bem a qualidade técnica de seus jogadores taticamente.
O CDHU fará sua estréia na Copa Metropolitana, uma das principais competições do futebol não profissional do interior paulista. Qual sua expectativa da participação do CDHU na Copa Metropolitana?

Eder Batista: A Copa Metropolitana é a mais badalada das competições em nossa região. Espero fazer ótima campanha, chegar à fase de mata-mata, tentar chegar à final, não falo em titulo, vai ser a primeira participação nossa, mantivemos o mesmo elenco que jogou a Copa Cidinho, ainda estamos invictos, vamos jogar cada jogo como se fosse uma final, vamos pra cima.

Eder Batista estima que amizade seja à base do sucesso da equipe
O CDHU fez realmente uma linda campanha na Copa Cidinho, terminou de forma invicta, perdeu nos pênaltis, o elenco foi mantido e teve contratações para Copa Metropolitana?

Eder Batista: Sim! Base do elenco foi mantida, jogadores como Pardinho, Mineiro, Bruninho, Leo Cristovão, Lê entre outros receberam proposta para se transferir para outros clubes que vão disputar a Copa Metropolitana, houve oferta em dinheiro, mas amizade e o amor que eles têm pela camisa tricolor do CDHU falaram mais alto e recusaram as proposta.  Estão chegando três grandes contratações, Fabrício, lateral esquerdo (One & Two), Zaca (Fumaça – Sumaré) e  Gregóry que esta retornando a equipe.

Eder Batista vive futebol, ama futebol.
Eder, vocês vão enfrentar grandes equipes, equipes que já foram campeões ou são campeões dos campeonatos amadores em suas cidades. Qual é a expectativa de enfrentar essas equipes?

Eder Batista: Jogar contra essas equipes será uma honra, jogar contra o Parque Brasília atual campeão da Copa Metropolitana e do Municipal, um clube que eu torço desde criança, será muito legal enfrentar o time dirigido pelo Juninho onde joga o Tagira. Enfrentar equipes campeãs como o Fumaça campeão em Sumaré, o Parque Portugal campeão em Valinhos entre outras equipes tradicionais que há anos disputam a Metropolitana será muito bacana.  Espero e torço que a competição seja jogada e definida no campo de jogo, um regulamento transparente, que as torcidas possam fazer a festa nas arquibancadas como foi na final da Copa Cidinho, sem brigas, só alegria.

Base esta mantida e os reforços estão chegado 
Para finalizar a entrevista, Eder fala um pouco da sua pessoa.

Eder Batista: Sou uma pessoa que age pela emoção, pelo coração, falo que veio na minha cabeça, se eu tiver errado vou pedir desculpa, sou muito humilde, não aceito injustiça, acho que todas equipes devem ter o mesmo tratamento, tento agir e moldar coisa pra melhor, mudando pra todos, já fiz coisa que prejudicou a minha equipe, gosto de futebol, adoro futebol, vivo isso, devemos agir certo, fazer as coisas certas, atrair mais gentes, mostrar que somos diferentes, participamos dos melhores campeonatos, somos as melhores pessoas e elas podem confiar, por isso que nosso time é bom, todos acham que eu pago, tenho dinheiro, que banco, não! Todos jogam pelo amor a camisa e pela pessoa que sou e vamos mostrar isso na Copa Metropolitana. Quero agradecer aqui duas pessoas fundamentais para o sucesso do CDHU sem elas não seria possível chegarmos ao patamar que estamos, Alexandre GTA e Rogério Rei do Inox, obrigado por acreditar em mim e no CDHU.

Obrigado pela entrevista e só tenho acrescentar neste campeonato. Se Deus quiser vamos fazer uma boa campanha. Obrigado Valter, até a próxima. 

Fotos: Felipe Calicchio e facebook do CDHU